Babylon Radio Celebrating Cultures, Promoting Integration

Imposto sobre Valor Agregado

Legislação

As principais peças da legislação irlandesa que regula o sistema de imposto sobre o valor acrescentado são as seguintes:

Valor Adicionado Tax Act 1972 (Lei principal)
Imposto sobre o Valor Acrescentado (Amendment) Act 1978
Regulamento do Imposto de Valor Agregado
Embora exista alguma jurisprudência irlandesa sobre as decisões do IVA, incluindo pelos Appeal Commissioners, acórdãos do Tribunal de Justiça Europeu (TJE) têm prioridade e são obrigatórias para todos os Estados-Membros da UE.

Directivas da União Europeia

O Conselho da UE directivas questões de IVA aos Estados-Membros e os Estados-Membros têm de alterar a sua legislação de IVA em conformidade. A legislação da UE tem precedência em caso de uma inconsistência.

Como é o IVA cobrado?

Imposto sobre Valor Agregado é exigível no fornecimento de bens e serviços no interior do Estado por um sujeito passivo no curso ou promoção de qualquer atividade empresarial exercida por ele, e sobre as mercadorias importadas para o Estado de fora da UE. IVA também é cobrado na aquisição intracomunitária de bens por pessoas de IVA registado e na aquisição intracomunitária de novos meios de transporte, como veículos automóveis, barcos, etc., quer por uma pessoa registradas ou não. O montante sobre o qual o imposto é exigível é o valor total que a pessoa que entrega os bens ou serviços passa a ter direito a receber. Os sujeitos passivos contabilizam o IVA sobre as suas saídas e eles são permitidos de crédito contra esta responsabilidade fiscal suportada em compras das empresas e de outros insumos como evidenciado pelas facturas de IVA preparados corretamente.

Os sujeitos passivos (geralmente, as pessoas ou entidades empresariais em negócios) deve ser registrado na Revenue Commissioners para efeitos de IVA, onde o montante do seu volume de negócios anual (ou seja, o montante das receitas excluindo IVA) dos fornecimentos de bens e serviços tributáveis ​​excede ou é provável a exceder certos limites. A definição pormenorizada de “sujeito passivo” está incluído no ponto 8 do Imposto sobre Valor Agregado Act 1972, como emendada.

Os agricultores, pescadores do mar e comerciantes cujo volume de negócios é inferior a esses limites não são geralmente obrigados a registar-se para efeitos de IVA, mas podem fazê-lo se assim o desejarem.

Quais são as taxas de IVA atuais?

Isento

Os detalhes estão definidos no Primeiro Programa da Lei Principal. Que exercem actividades isentas não pode, com algumas pequenas excepções, cadastre-se para efeitos de IVA.

Tarifa Zero

Detalhes de bens e serviços tributáveis ​​nesse ritmo constam na Segunda Cronograma do Acto Principal.

4,8% Taxa

Esta taxa aplica-se ao gado vivo que inclui bovinos, ovinos, suínos, caprinos, veados, cavalos e galgos.

10% Classificação

Detalhes de bens e serviços tributáveis ​​nesse ritmo são definidas no Terceiro Programa da Lei Principal.

13,5% Taxa

Detalhes de bens e serviços tributáveis ​​nesse ritmo são definidos no Sexto e oito anexos da Lei Principal.

21% Classificação

Todos os produtos e serviços que não se enquadram nas categorias acima mencionadas estão sujeitas a IVA a este ritmo.

Quando é o IVA não dedutível?

Nenhuma dedução é permitida a título do imposto pago sobre as despesas com o seguinte:

A prestação de alimentos, bebidas, alojamento ou outros serviços pessoais fornecidos ao sujeito passivo, seu agente, ou seus empregados.
Despesas de recepção efectuadas pelo sujeito passivo, do seu agente ou de seus funcionários.
As aquisições, locação ou leasing de veículos automóveis que não sejam como estoque no comércio ou para efeitos de um negócio que consiste, no todo ou em parte, a contratação de veículos automóveis ou para uso em um negócio de escola de condução para dar instruções.
A compra de gasolina senão como estoque no comércio.
As despesas incorridas na comida, bebida, alojamento ou outros serviços de entretenimento, como parte de um serviço de publicidade não é dedutível nas mãos da pessoa que presta esse serviço de publicidade.
Qualquer IVA suportado por um sujeito passivo em uma transação em que os regimes de margem ou leilão aplicar.
Lei das Finanças de 2006 – limiares de registo IVA

Os limiares de registo do IVA para as pequenas empresas foram aumentadas de 25.500 € a 27.500 € no caso de serviços e de 51.000 € a 55.000 € no caso de mercadorias – a partir de 1 Maio de 2006.