Antes e depois do nascimento do bebê

O Auxílio Maternidade é um pagamento para mulheres que estão com licença maternidade do trabalho e que pagaram determinada quantia do Pagamento Relacionado ao Seguro Social, o PRSI (Pay Related Social Insurance). Para receber o benefício, você precisa se cadastrar 6 semanas antes da data que você pretende iniciar seu período de licença maternidade (12 semanas se você trabalha por conta própria). A quantia de dinheiro pago à você cada semana irá depender do seus ganhos. Se você já estiver recebendo algum pagamento da assistência social você irá receber o Auxilio Maternidade parcialmente. O Auxílio Maternidade é depositado semanalmente na sua conta bancária. Alguns empregadores irão continuar pagando a funcionária, integralmente, enquanto ela está de licença maternidade e vão solicitar que ela remeta qualquer pagamento da assistência social à eles. Você deverá checar seu contrato de trabalho para ver o que se aplica à você. O Auxílio Maternidade é livre de pagamento de taxas. Se você achar que foi indevidamente impedida de receber o Auxílio Maternidade ou se você estiver insatisfeita com a decisão da Previdência Social sobre os valores que você irá receber, você tem a opção de apelar sobre isso.

Licença certificada

Todos os funcionários devem ter suas licenças certificadas pelos seus empregadores. Entretanto, se seu contrato de emprego termina dentro de 16 semanas da data esperada do inicio da licença e você atende as condições do Pagamento Relacionado ao Seguro Social (PRSI), os benefícios serão pagos um dia depois da data que consta em seu P45.

Duração do pagamento do Auxílio Maternidade

Desde 1 de março de 2007 o Auxílio Maternidade é pago por 26 semanas. Pelo menos 2 semanas e não mais que 16 semanas de licença devem ser pegas antes do fim da semana que o bebê está previsto para chegar. Se seu bebê nascer mais tarde do que o esperado e você tiver menos de 4 semanas de licença maternidade, você pode ter direito à extensão da sua licença maternidade para assegurar que você terá 4 semanas cheias e livres, seguintes a semana de nascimento. Nessa circunstância o Auxílio Maternidade continuará sendo pago até o bebê ter 4 semanas. Você precisa notificar a área de Auxílio Maternidade, do Departamento de Assuntos Sociais e Familiares, enviando à eles uma carta do seu médico, indicando a data que o bebê nasceu. Desde 1 de março de 2007, você pode pegar mais de 16 semanas de Licença Maternidade não remunerada, esse período não é coberto pelo Auxílio Maternidade.

Nascimentos prematuros

Se seu bebê nasceu prematuramente (por exemplo, antes da data prevista à princípio), você deve enviar uma carta do seu médico, confirmando que o bebê nasceu prematuramente e a data de nascimento, para a área de Auxílio Maternidade do Departamento de Assuntos Sociais e Familiares.

Hospitalização do bebê

Se seu bebê está no hospital e você tem recebido o Auxílio Maternidade pelas últimas 14 semanas, você pode adiar o pagamento das 12 semanas remanescentes do Auxílio Maternidade por no máximo mais 6 meses. Para adiar o pagamento do seu Auxílio Maternidade você precisa escrever para a área do Auxílio Maternidade, do Departamento de Assuntos Sociais e Familiares. Quando seu bebê sair do hospital você deve notificar a área de Auxílio Maternidade, em escrito, e os pagamentos remanescentes das 12 semanas de Auxílio Maternidade voltarão dentro de 7 dias.